Web
Analytics
Brasilia
16 Sep, Monday
27° C
TOP

Taxas de homicídio alarmantes apenas 40km de Brasília

Taxas de homicídio alarmantes apenas 40km de Brasília

O programa de TV Fantástico revelou domingo a noite que a taxa de homicídios em quatro cidades apenas 40 quilômetros da capital do país, Brasília, é duas vezes superior à média nacional de 24,5 por 100.000 habitantes. Surpreendentemente, estas cidades são derrotados somente por Honduras, considerado o país mais violento do mundo.

Novo Gama, Luziânia, Águas Lindas e Valparaíso estão a cerca de 40 quilômetros de Brasília e tem crescido tanto nos últimos anos, especialmente com a escalada dos custos de vida em Brasília e no Distrito Federal que têm empurrado cada vez mais as populações mais carentes ate o estado vizinho de Goiás onde os custos de vida são muito mais acessíveis. Isto levou a uma superpopulação de escolas e hospitais dessas cidades, com o Novo Gama nem tendo um hospital público próprio. Isso tem também concentrado violência nessas áreas urbanas.

A taxa de homicídios em Luziânia é mais do dobro da taxa nacional com 71,4 vítimas por 100.000 habitantes, e em Valparaíso a taxa é um chocante 75,97 por 100.000 vítimas. Em comparação, no país mais violento na Europa, a Turquia, a taxa de homicídios é de 18,4 assassinatos por 100.000 habitantes, enquanto as taxas mais baixas estão na França com 0,8 por 100.000 habitantes e a Noruega, com apenas 0,53 homicídios por 100.000 habitantes.

Essas cidades às margens do Distrito Federal sempre exigiram o apoio financeiro da capital federal para a sua segurança, escolas e hospitais, alegando que isso ajudaria a deter o fluxo de seus habitantes indo para Brasília em busca de cuidados médicos ou educação. Brasília, por sua vez, que já tem seus hospitais superlotados, tem sido forçado a ajudar essas cidades. Infelizmente, isso levou o estado de Goiás a se tornar preguiçoso no financiamento destas cidades, habituando-se com a ajuda de Brasília.

Polícia em Goiás e no Distrito Federal culpam grande parte da violência nas cidades do entorno nos traficantes de drogas e rachas de gangues criminosas. Eles também culpam a violência na falta de policiais para patrulhar as ruas. O secretário de Segurança Pública do DF Sandro Torres Avelar admitiu ao Fantástico que mais precisava ser feito para diminuir a taxa de homicídios.

O programa notou que um quartel-general de segurança integrada em Águas Lindas, que funcionava até há poucos anos e era composto por policiais militares e civis, bem como pelos bombeiros, e que foi abandonado mais de um ano atrás, vai ser reativado. Mas o Fantástico observou que duas semanas após o inicio das filmagens para o programa, o edifício onde o centro era localizado ainda estava vazio e abandonado.

A insegurança cresceu tanto nestas quatro cidades, que os moradores agora estão com medo de sair à noite, e as autoridades estatais tiveram de chamar 107 soldados da Força Nacional de Segurança para ajudar a patrulhar as ruas.

Ironicamente, o Fantástico notou que as funerárias ficam ouvindo ilegalmente a banda policial de radio e muitas vezes chegam nas cenas de crime antes mesmo da polícia chegar. “Às vezes, até cinco casas funerárias aparecem no mesmo lugar,” Candido da Silva disse ao programa.